Seja Bem Vindo(a)

Loading...

quarta-feira, 31 de março de 2010

Óleo de Coco Extra Virgem - Dúvidas Frequentes

“Comer o óleo de coco extraído a frio, portanto virgem, ajuda a perder peso, aumentar a imunidade, controlar a diabete, acelerar o metabolismo, reduzir problemas de tireóide, combater infecções por protozoários, bactérias, vírus, fungos (inclusive giárdia, hepatite C,herpes e candidíase).Estimula a digestão e a absorção de nutrientes, nutre a pele, evita rugas, reduz o colesterol e os riscos de doenças cardíacas, câncer e obesidade. É antiinflamatório, beneficia os intestinos e triplica a energia física, com menos calorias que as gorduras convencionais.”

Sônia Hirsch - jornalista e pesquisadora, autora de livros sobre culinária natural, alimentação e saúde - http://correcotia.com/sonia/index.html - se tiver interesse em conhecer alguns de seus livros.

Dúvidas Frequentes:

1) Qual a dose do óleo de coco virgem?

- O Óleo de Coco não é medicamento, é alimento. Portanto não há uma dose, devendo prevalecer o bom senso adotado para outros alimentos associados a benefícios de saúde como o chocolate amargo, o vinho tinto, o chá verde e outros. Nos países onde o consumo do óleo de coco faz parte da rotina alimentar o uso pode ser equivalente a 30 a 45 mL por dia ( 2 a 3 colheres das de sopa ao dia). Pessoas em dietas com restrição de gorduras (hipolipídicas), devem começar com pequena quantidade (o equivalente a meia colher das de sopa) e ir aumentando o consumo gradualmente. Pode ser utilizado como tempero de saladas, adicionado a “shakes”, misturado em granola, iogurte, salada de frutas, etc. Pode também substituir os outros óleos utilizados na cozinha ou ser empregado em qualquer outro preparo culinário idealizado pelo consumidor. Pode-se também, tomar direto da colher, após as refeições. Algumas pessoas ingerem 30 minutos ou 1 hora antes da refeição, com o objetivo de aumentar o gasto energético.

2) Em excesso, quais prejuízos o Óleo de Coco Virgem pode trazer à saúde?

- O Óleo de coco Virgem não deve ser a única fonte de gordura da dieta. O consumo excessivo pode levar a enjôo e mal estar.

3) Quem não pode seguir uma dieta com o Óleo de Coco Virgem? Há restrições?

- De uma forma geral, não há restrições. A alergia ao coco é ocorrência rara. Pessoas que consomem pouca gordura devem começar a ingerir o óleo de coco virgem em pequenas quantidades e aumentar gradualmente o consumo. Raramente, algumas pessoas com candidíase ou parasitoses intestinais, experimentam algum mal-estar temporário decorrente da ação germicida do óleo sobre esses microorganismos. Esse tipo de ocorrência não contra-indica a continuidade do uso, e na verdade, demonstra mais um dos efeitos benéficos desse óleo tão versátil. Consulte sempre o seu Médico ou Nutricionista, caso você esteja em tratamento de alguma doença.

4) Pode ser consumido por grávidas?

- Sim. Não há restrições para grávidas, pois trata-se de alimento, e o uso tradicional nos grandes países produtores da Ásia e Pacífico Sul, há séculos, revela sua segurança para o consumo. Em algumas regiões, a gordura do coco corresponde à cerca de 60% das calorias diárias ingeridas.


5) Pode ser consumido por crianças?

- Sim. Nos países onde o óleo de coco é a gordura mais utilizada na culinária, não há restrições, e o consumo pode equivaler a 1 ou 2 colheres das de chá por dia, em crianças acima de 3 anos. A utilização por crianças abaixo dos 3 anos deve ser feita sob supervisão de Médico ou Nutricionista.


6) Pode ser passado na pele?

- Sim. Embora não seja produto cosmético, pode ser utilizado na pele como ocorre com outros alimentos (máscaras de aveia, máscaras de abacate, rodela de pepino na área dos olhos, etc...). Seu uso como óleo de massagem, hidratante e até mesmo condicionador de cabelo, é muito comum na Índia, Indonésia e Filipinas. Pode atenuar rugas finas, ajudar a prevenir estrias gravídicas e é excelente hidratante. O óleo de coco possui excelente absorção cutânea, não obstruindo os poros.

7) Óleo de Coco Virgem engorda?

- A ingestão regular do óleo de coco virgem dentro do bom senso não está associada a ganho de peso. O óleo de coco contém teor elevado dos chamados triglicerídeos de cadeia média (TCM), um tipo especial de gordura saturada, sem colesterol,são facilmente absorvidos e transformados em energia no fígado, não se acumulando como gordura. Há estudos que demonstram perda de peso e redução da gordura abdominal, com a utilização de TCM.

8) Meu óleo de coco está duro, solidificado. É normal? O que faço quando isso acontecer?
- Sim, é normal. O óleo de coco pode passar da sua forma líquida e clara para uma forma mais pastosa ou endurecida e opaca. Esse fenômeno é normal e é explicado por diferenças de temperatura. Geralmente, o óleo começa a ficar mais endurecido quando a temperatura é inferior a 27°C. Essa alteração da consistência e da cor não altera as propriedades do óleo.

terça-feira, 9 de março de 2010

Biscoito de Gergelim

Receita de biscoito de gergelim




Ingredientes:
 1 xícara de chá de gergelim integral
 3 xicaras de chá de farinha de trigo integral
 1/2 colher de sopa de fermento biológico
 1 xícara de chá de água morna
 1 colher de chá de sal marinho

Modo de Preparo:
Dilua o fermento na água morna.
Em uma vasilha, junte os demais ingredientes e vá acrescentando a mistura da água com o fermento.
Deixe descansar por 1 hora em local aquecido.
Abra a massa com o rolo, modele os biscoitos e leve para assar por 10 minutos aproximadamente.

Rende:
25 unidades.

Faça a sua Ração Humana

A ração humana foi criada pela terapeuta natural Lica Takagui, de Curitiba. Esse mix de cereais, sementes e colágeno, sacia, estimula o metabolismo e acaba com o intestino preguiçoso. Resultado: disposição, pele lisa e gordurinhas a menos. O ideal é consumi-lo no café da manhã (duas colheres de sopa) – na fruta, no suco, iogurte, leite desnatado ou de soja. Se quiser acelerar o processo na balança, use-o para substituir o jantar. À noite, a ração pode ser acrescentada numa sopa leve.

Ingredientes

• 1 xíc. (chá) de semente de linhaça

• 1/2 xíc. (chá) de farelo de aveia

• 1 xíc. (chá) de extrato de soja (sem açúcar)

• 1 xíc. (chá) de quinua em flocos


• 2 xíc. (chá) de fibra de trigo


• 1/2 xíc. (chá) de gergelim


• 4 colh. (sopa) de farinha de maracujá


• 4 envelopes (56 g) de gelatina incolor e sem sabor


• 2 colh. (sopa) de levedo de cerveja






Rende: 50 porções
(2 colheres cada porção)


Calorias por porção: 80

quinta-feira, 4 de março de 2010

Leite de Semente de Girassol e de Amêndoas

Leite de Semente de Girassol


INGREDIENTES

½ xícara de semente de girassol germinada ou hidratada (que ficou de molho em água);
1 copo (200ml) de água de fonte ou mineral.

PREPARO

Bata as sementes, com água, no liquidificador e coe.



Leite de Amêndoas

As amêndoas são ricas em proteínas, Ômega 3 e 6), e não contêm colesterol. Têm um nível elevado de vitamina E, um excelente antioxidante, e contêm minerais, tais como zinco, magnésio, potássio, cálcio e ferro. 100g de amêndoas contêm 35% da dose diária recomendada de cálcio.

INGREDIENTES

12 a 20 amêndoas sem pele, já hidratadas.
1 copo (200ml) de água de fonte ou mineral

PREPARO


Bata as sementes, com água, no liquidificador.

Leite de Coco e de Semente de Gergelim

Leite de Coco

Ferver um pacote de coco ralado com água por 40 minutos.
Mexa um pouco, com colher de pau e então bata por 5 minutos no liquidificador.
Coe com um pano de algodão bem limpo.


Rico em proteínas, saboroso, ótimo para doces e sem os aditivos químicos do similar engarrafado.





Leite de Semente de Gergelim                                                           

INGREDIENTES
¼ xícara de semente de gergelim germinado ou hidratado;
1 copo (200ml) de água de fonte ou mineral.

PREPARO

Bata as sementes com a água, no liquidificador Em seguida, coe.

Leite de Castanha-do-Pará


INGREDIENTES

1 colher de sopa de aveia,

1 xícara de Castanhas-do-pará,
1 litro de água fervente.

PREPARO

Antes, dilua a aveia em água fria. Leve-a para ferver. Espere esfriar um pouco e bata no liquidificador., com as castanhas.Coe num pano ou peneira fina. Ponha 1 pitada de sal. Adoce com mel.

segunda-feira, 1 de março de 2010

Leite de Sementes



Sementes oleaginosas (girassol, gergelim, linhaça, castanha do Pará, nozes, etc.), e grãos de cereais (arroz, trigo, cevada, aveia, etc.) são alimentos especiais, porque neles predominam macronutrientes como as proteínas e gorduras vegetais, e micronutrientes como o selênio e o cobre, matérias-primas excelentes para o cérebro.

O interessante é que os leites preparados a partir de seus germinados, apresentam uma digestão leve e alcalinizante (ao contrário da digestão das proteínas de origem animal, que é lenta e acidificante), além da propriedade de facilitar a liberação da serotonina, um neuroitransmissor benéfico para várias funções cerebrais, entre elas a de facilitar o bom-humor e a qualidade do sono.
A seguir disponibilizaremos algumas receitas destes leites que além de saborosos, são super saudáveis.

Experimente!